Blog

Rota dos Contos de Fadas: região norte

A Rota dos Contos de Fadas é uma das mais famosas da Alemanha, sendo muito procurada pelos viajantes ao elaborarem o roteiro de viagem. A rota leva esse nome por conter cidades relacionadas aos contos dos irmãos Grimm ou por terem alguma associação com a história de vida dos irmãos.

Os irmãos Grimm foram os responsáveis por utilizar folclores presentes na cultura germânica em suas histórias, os usando para inspirar em alguns dos contos ou simplesmente os reescreveu ou os catalogou. A formação dos irmãos foi crucial para o caminho que seguiram, sendo filósofos, pesquisadores culturais e escritores.

Algumas de suas obras mais famosas são “A Bela e a Fera”, “Chapeuzinho Vermelho”, “Rapunzel”, “A bela adormecida”, entre outras. Suas obras serviram de inspiração para Walt Disney, onde ganharam maior notoriedade e projeção mundial. Porém os contos originais dos irmãos Grimm não são tão afáveis como os que vemos hoje reformulados.

As histórias originais, inspiradas no folclore germânico, tinham um caráter “educacional” forte, se assim podemos dizer, pois quando criadas tinham por um dos objetivos conscientizar crianças para perigos, e lições a serem aprendidas, de uma forma não tão amena rsss. Em nossos passeios guiados, nossos guias contam um pouco dos mistérios das histórias originais para os viajantes, caso desejem, é claro!

Iremos falar um pouco sobre as cidades da Rota dos Contos de Fadas, especificamente localizadas no norte da Alemanha. Começando pela primeira cidade, no extremo norte.

Market square, Bremen.

Buxtehude

A primeira cidade, que inicia a rota (partindo do norte), foi cenário do conto “A lebre e o ouriço”, além de muitos outros contos populares alemães que têm Buxtehude como cenário.

Outrora membro da liga hanseática, e com o porto mais moderno durante o século XIII, a charmosa cidadade possui seus encantos e belezas. Com seus canais em abundância espalhados pela cidade, em diversos ângulos podemos vislumbrar uma pequena Amsterdã, mas com ares de cidade pequena.

Com edícios antigos preservados desde a Idade Média, em Buxtehude o viajante poderá visitar pontos interessantes, como a Marschtorzwinger, a única torre de defesa restante da antiga muralha que cercava a cidade, além de ser única do gênero sobrevivente no norte da Alemanha.

A prefeitura e a Igreja de Sankt Petri, construída a mais de 700 anos também valem a visita. Um dos tesouros da cidade são suas belas cerejeiras, que quando floridas, produzem um espetáculo à parte, com sua cor rosa e delicadeza sutil.

Para conhecer a cidade de Buxtehude, é possível, em uma breve viagem de trem de cerca de 40 minutos a partir de Hamburgo, ou até mesmo de Bremen, um pouco mais longe, que falaremos agora.

Prefeitura de Buxtehude

Bremen

A adorável cidade de Bremen foi cenário para o conto “Os músicos de Bremen”, que serviu como inspiração para “Os Saltimbancos”.

A cidade conta com atrações incríveis, como o bairro medieval preservado, ruazinhas estreitas, flores e muitas lojas de artesanatos locais. A sua praça principal, que abriga antigos edifícios é única, com a prefeitura que possui uma fachada espetacular, além de outros pontos curiosos.

Estátua dos Músicos de Bremen, na Marktplatz.

Hameln

Outra das cidades mais populares da região norte da rota, é Hameln, a cidade do famoso conto “O flautista de Hameln”. Como falamos no início do post, alguns contos dos irmãos Grimm possuem um final um tanto quanto sinistro, e este conto é um destes, que contamos para nossos viajantes durante os passeios guiados rsss.

Conhecida como “Joia do Renscimento”, Hameln se destaca pela sua arquitetura, que atrai os admiradores do tema. Voltando ao tema do post, o outro destque da cidade, é justamente o conto da flautista, onde se encontra diversas referências na cidade, inclusive no Rattenfängerhaus (Casa dos Flautistas), o viajante poderá saber um pouco mais sobre esta história.

Encenação do conto “O Flautista de Hameln” sendo realizada na cidade.

Atrações para visitar nas próximidades

Schloss Bückeburg

Entre Hannover e Hameln, está o palácio Renascentista de Bückenburg. Há registros de referências já no século XIII de uma torre residêncial, que futuramente seria um castelo e hoje o palácio de Bückenburg.

Atualmente, este belo palácio oferece diversas opções de passeios guiados, inclusive uma experiência muito divertida, direcionada para crianças em seus aniversários, onde se fantasiam com trajes medievais, realizam caça ao tesouro e em seguida um “banquete” na cozinha do castelo.

Além disto, o palácio conta com a uníca Escola de Equitação Principesca da Alemanha.

Palácio de Bückeburg, Baixa Saxônia.

Hannover

Embora Hannover não esteja na Rota dos Contos de Fadas, é uma bela cidade do norte, onde vale a pena realizar uma parada para visita durante a viagem.

Podemos destacar os Jardins de Hannover, também conhecido como Jardins de Herrenhausen (Herrenhäuser Gärten). É considerado um dos jardins mais bonitos da Europa. A Nova Prefeitura (Neues Rathaus), com sua arquitetura estonteante também merece a atenção do vaiajante.

Jardins de Herrenhausen, Hannover.

Não deixe de visitar as cidades da Rota dos Contos de Fadas, especialmente se estiver em família, na companhia de crianças. Em derterminadas datas e e temporadas, é possível assistir encenações relacionadas aos contos a céu aberto em algumas das cidades . Passeios guiados nestas mágicas pequenas cidades serão uma incrível experiência e feliz recordação de sua viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Back to top