Blog

Porto de Hamburgo

Porto de Hamburgo, o coração da cidade

Muitos de nossos viajantes se surpreendem ao descobrirem que Hamburgo e seu porto estão na realidade a 110 km do mar. De fato, muitas cidade europeias possuem portos fluviais, porém em Hamburgo estamos falando do 3o maior porto da Europa e o 15o  maior do mundo, com uma área aproximada de 74km2 ou 1/10 de toda a área da cidade.

Nada na história de Hamburgo teve um papel mais central do que seu porto. Através da riqueza gerada com o comércio marítimo, construiu-se uma das cidades mais prósperas da Alemanha (até hoje, Hamburgo é a cidade com o maior número de milionários no país).

1910 – Fonte:Wikipedia

 

Uma breve história do porto

A história do porto de Hamburgo data de antes do século IX, nos primórdios da cidade, então chamada de Hamma-Burg, com um pequeno cais montado para pescadores e comércio no canal Nikolaisfleet (contaremos mais sobre a fundação da cidade em outro post).

Após Hamma-Burg adquirir o direito de ter seu próprio mercado pelo arcebispo Adaldag in 937 d.C. o porto ganhou força, porém foi mesmo em 1189 que Hamburgo ganhou o apoio que precisava para se tornar a grande cidade que é hoje.

Isto se deu quando o Imperador do Sacro Império Romano Germânico, Fredrico Barbarosa, concedeu a Hamburgo e seus cidadãos o direito de ser uma cidade livre de impostos imperiais, assim como possuir navegação livre pelo rio Elba até o Mar do Norte, e o direito ao comércio.

Tal documento data de 07 de maio de 1189 e até hoje esta data é comemorada como o aniversário do porto da cidade.

A grande festa do aniversário do porto

Uma das datas mais importantes no calendário de Hamburgo, o aniversário do porto é celebrado sempre no final de semana seguinte ao 07 de maio.

Durante seu aniversário, o porto recebe navios de todo o mundo que enviam seus representantes para celebrar os laços comerciais e históricos com Hamburgo e a Alemanha.

Essa é sempre uma grande oportunidade para conhecer por dentro navios e tripulações de marinhas de todo mundo, além dos diversos navios-museus.

A Marinha brasileira também costuma embarcações e em 2013, foi o navio Cisne Branco.

 O futuro do Porto

Com o contínuo aumento das dimensões dos navios de contêineres (alguns com capacidade para até 15.000 contêineres), o porto de Hamburgo  tem enfrentado um grande desafio.

Por se tratar de um porto que depende das marés, o que limita os navios que podem adentrar o rio Elba, a competitividade com outros portos (como o de Amsterdã, que não possui essa debilidade), torna-se cada vez maior.

Hoje já existem planos para aumentar a profundidade do Elba e assim permitir que navios maiores entrem no porto, porém esses planos enfrentam resistência dos moradores do norte da Alemanha, em especial das áreas agrícolas. Por enquanto, o assunto continua sob discussão.

Existe muito mais a se contar sobre o porto de Hamburgo: piratas, a liga Hanseática, seus navios-museus… mas vamos deixar estas histórias para outros posts! Ou, por que não contá-las em um passeio conosco 🙂

 

 

 

2 Comentários

  1. Rafinha, sua narrativa e pra la de boa, portanto e imperdoavel um texto tao curto. Da proxima vez, fale mais, isto e: escreva mais e mais. Parabens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Back to top